Diferentes, mas iguais

E bem no momento em que o mundo enfrenta seus preconceitos e intolerâncias espelhados em atos terroristas que assustam o mundo, está circulando na internet um vídeo que mostra o quanto o DNA de pessoas de um determinado grupo étnico – e que pensam pertencer a uma ‘raça pura’ – está totalmente emaranhado com grupos de outras origens. Ou seja, estamos todos misturados, mesmo com aqueles que não apreciamos, graças aos nossos antepassados. E que bom que é assim!

Vendo aqueles depoimentos e descobertas, percebemos cada vez mais como nossas diferenças são, na maioria das vezes, apenas conceitos imaginários, talvez frutos da cultura em que estamos inseridos, de interesses, limites autoimpostos, mas principalmente dos nossos preconceitos.

Na tentativa de sermos um indivíduo e nos distinguirmos dos outros em um mundo cada vez mais competitivo, temos valorizado e reforçado exageradamente essas diferenças com relação ao outro. E seja por vaidade, autoimportância, preconceito ou total falta de noção, adoramos dizer que “eu não sou assim, eu não pertenço a esse grupo, eu não sou de lá, eu sou diferente”…

Quem eu sou , então?

Olhar para o passado, para nossa ancestralidade, pode trazer algumas reflexões importantes. Pensar sobre o conceito de pertencimento é fundamental para nos inserir dentro de uma linhagem verdadeira e não apenas imaginária. Que tão diferentes assim nós somos uns dos outros? Pare para pensar…

E se a gente gastasse menos tempo nos importando com as diferenças e falássemos mais sobre aquilo que nos assemelha? E se nos importarmos menos com aquilo que nos separa, e fossemos mais atentos ao que nos junta? E se começarmos a pensar que, em muitos aspectos, mesmo preservando as nossas diferenças, nós somos um só? No fundo, até no nosso DNA, somos todos humanos. E ponto.

Trackback URL

No Comments on "Diferentes, mas iguais"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments