Como vai a senhora sua encarnação?

Orientar pessoas, ter opinião própria, falar, escrever e colaborar com textos para publicações que são formadoras de opinião, assumir posicionamentos, se expor nas mídias sociais e revelar o que se pensa, definitivamente, não é tarefa fácil! Quando agimos assim, somos constantemente cobrados, como se  não tivéssemos a permissão de adoecer, fraquejar, errar, ou seja, de sermos o que somos de melhor: humanos!

Mas quer saber? Penso que o critério mais adequado para saber se um vivente está fazendo valer a sua encarnação é observar o que ele de fato faz e realiza, qual sua influência nas pessoas e no meio que lhe cerca, ou seja,  que tipo de impacto essa pessoa causa no mundo e nas suas relações.

“Mede-se a evolução de uma alma pelo número de almas que ela influencia beneficamente.”

Essa frase linda é atribuída ao Waldo Vieira e me faz pensar naquelas pessoas que vivem colocando defeitos no trabalho alheio (muitas vezes sem conhecê-lo apropriadamente), que criticam maldosamente (sim, existe o contraponto disso: as críticas bacanas!) e que cuidam mais da vida alheia do que da sua própria. Tão fácil falar mal dos outros e não fazer sua parte, né? Conhece aquele perfil de gente que sempre acha que aquilo que você faz ela conseguiria fazer melhor? Essas mesmas. O ponto é que fica só nisso, falam, apontam supostos defeitos (quando não os imaginam ou inventam), criticam e detonam… mas nada fazem de melhor. Até porque quem trabalha com dedicação não tem tempo para olhar a grama do vizinho, não é mesmo? Então, antes de colocarmos a acidez e o amargo no nosso olhar, que tal se perguntar seriamente como vai a senhora sua encarnação?

Discursar bonito todo mundo pode, e alguns até conseguem. Mas, para mim, só é valoroso o discurso que vem acompanhado da ação, da coerência que desacomoda e, as vezes, até incomoda. Quero muito, do fundo do meu coração, que todos tenhamos uma encarnação gloriosa. Façamos por merecer.

Trackback URL

, ,

No Comments on "Como vai a senhora sua encarnação?"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments