O espírito do umbigo

Meu método é melhor que o teu.
A prática de fulano é melhor que de beltrano.

Quem nunca ouviu (ou disse) essas frases? Pois é, isso de acordo com uma autora inglesa chamada Maggy Whitehouse se chama a “espiritualidade do umbigo”. É ego em seu estado mais puro. Não se trabalha com o espírito nesses casos, se trabalha com o nível animal da alma.

Deslumbrar-se com algo novo é absolutamente normal se você for um iniciante na senda (eu sempre quis usar essa palavra!) espiritual. Eu sei porque já passei por isso.

Mas pra quem tem um pouco de chão, a gente vê que não é bem assim, que não há porque se deslumbrar com A ou B métodos porque no fim das contas tudo vem de uma fonte só. Desde que esse “tudo” proceda de uma fonte responsável – que fique bem claro.

Estudar Cabala é muito bom por isso (entre outras coisas): a gente se dá conta de que muita coisa é proveniente de uma fonte só. E se vem de uma fonte só, não há porque uma ser melhor do que a outra.

Mas é claro, essa é a minha verdade e não necessariamente pode ou deve se aplicar a você.

Trackback URL

One Comment on "O espírito do umbigo"

  1. kiki
    02/05/2012 at 11:20 am Permalink

    Oi junior!
    Um professor de acupuntura sempre me diz que o objetivo de chegar ao topo da montanha é o mesmo para todos os seres, como fazer para chegar lá é próprio de cada um . Podemos chegar mais rápido, com mais esforço , tentar escalar de um jeito e na metade mudar , mas o que realmente importa é que não existe um método correto a todos e isso deve ser respeitado.
    beijos
    kiki

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments