Água

Embora esse assunto seja extenso, penso que vale a pena a gente se conscientizar mais disso, mesmo que seja através de um pequeno resumo. Fica a reflexão.

No final do século passado o japonês Masaru Emoto começou a pesquisar o fenômeno que ele chamou de ‘Hado’ (do japonês onda, ou movimento) onde se comprova que podemos alterar o padrão vibratório da água .

Explicando aqui de maneira bem simplista, o pesquisador coloca a água sob o efeito de influências externas (poluição, variados tipos de música, etiquetas com palavras boas, etiquetas com palavras ruins, nome de pessoas falecidas, imagens, pensamentos, sentimentos de quem observava esta água,  orações, etc) depois a água é congelada para que se formem os cristais de água (moléculas de água congelada) e tudo é documentado visualmente através de técnicas fotográficas específicas. Estas fotos mostram claramente a diversidade da estrutura molecular da água quando submetida as diferentes circunstâncias ambientais. Quando a energia é positiva os cristais se mostram em uma linda estrutura e quando há negatividade a estrutura do cristal fica deformada. A ciência moderna não consegue controlar o processo de formação dos cristais, mas segundo a pesquisa de Masaru Emoto, o padrão vibracional dos nossos pensamentos e meio ambiente conseguem.

O Hado é a prova de que os pensamentos e sentimentos afetam uma estrutura física.

Todos sabemos que a água é a molécula que mais predomina no corpo humano e que apesar da quantidade de água no organismo humano variar conforme a idade, o sexo e quantidade de tecido adiposo, um adulto possui um percentual de 60% a 74% de água no seu corpo. O planeta Terra também é constituído de 70% de água.

E aí a gente se permite ficar pensando horas a fio em besteiras, em guardar mágoa (ou má água?) por anos, ressentimentos e dores até o fim dos nossos dias. Gente, agindo assim pelo menos 2/3 daquilo que é o nosso corpo físico fica altamente contaminado, pior que as águas poluídas de alguns rios. E conviver com gente que vibra ‘no mal’ também pode nos contaminar.

Ou seja, conforme é a qualidade energética ou padrão vibracional dos nossos sentimentos, pensamentos e ações, assim será a vibração do nosso organismo. Depois a gente vive ruinzinho, com mal estar aqui e ali e não se dá conta que é preciso mudar. E também somos influenciados pelo meio que nos cerca, então é preciso aumentar a consciência de que tudo influencia tudo e todos. Quanto mais pessoas se puxarem para ficar bem, mais aumentamos essa massa de Luz que vai contaminar positivamente os outros e os lugares onde estiverem (saúde pra Mãe Terra!). Orem mais. Pensem em coisas boas. Amem sem ressentimentos. Nem sempre é tão fácil, mas sempre é possível tentar. Ao transformarmos as energias que ’emitimos’ estamos transformando nossos corpos físicos e o meio ambiente em que estamos inseridos. Quando eu mudo, o mundo muda.

Trackback URL

2 Comments on "Água"

  1. kiki
    06/02/2012 at 5:07 pm Permalink

    Oi!
    Adorei o texto.
    Somos tão racionais, colocamos planos mentais como metas em nossas vidas , tentamos agir de forma impositiva – yang, mas no fundo somos 2/3 movidos pela água, pelo introspectivo – yin, fluímos nas nossas vidas de acordo com a nossa corredeira – cachoeira – ondas emocionais !
    beijos
    Kiki

Trackbacks

  1. Vibrações » Casa do Conhecimento 18/02/2013 at 12:05 am

    [...] cada vez mais. Alguns exemplos: aquele estudo interessantíssimo sobre cristais de água do Masaru Emoto e também uma universidade…

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments