Fotografia do Amor

Temos nos acostumado cada vez mais a ouvir a palavra ‘amor’ e suas muitas derivações. Sim, esse conceito de ‘amor aos quatro ventos’ é muito novo para a humanidade, pois embora o sentimento sempre tenha nos acompanhado, divulgá-lo, expressá-lo e ainda por cima ganhar dinheiro e outras coisas com amor, não é algo que faça parte da nossa história há muito tempo não.

Hoje em dia encontramos vários tipos de ajuda para o amor, desde livros, terapeutas, filmes, salas virtuais, lojas, remédios, então como não amar? O apelo é grande. Amor em qualquer lugar, por qualquer coisa, com qualquer pessoa, amor a qualquer preço e em qualquer relacionamento. Muito ‘amor’. Os super Beatles já cantavam que “all you need is love…“, e toda uma geração acreditou. É que no último século fomos criados para o amor e para amar. Talvez nem tanto para sermos amados, e muito menos para nos relacionarmos bem, mas um dia chegamos lá.

Eu levo a sério o amor, mesmo os superficiais  e até aqueles que são apenas da boca pra fora. É um tal de “te amo amiga” pra cá, “amo todos vocês” pra lá e um “amo muito tudo isso” em cada esquina… Na internet o amor é absolutamente fácil de se encontrar – tem até sites pra isso! E para a maioria dos adolescentes então, é incrível, eles ‘se amam’ muito, todos aos mesmo tempo e para sempre!

Outro dia uma pessoa me falou na banalização do amor. Eu discordo e acho que o amor nunca é banal, mesmo os de mentirinha…

Falar que ama é fácil – mas sentir e viver o amor é que é o objetivo. Ainda assim, é um primeiro passo. Mas amor é amor, né gente, e mesmo no faz-de -conta é bonito de se viver. Eu acredito que o amor sempre vale a pena.

Trackback URL

, ,

One Comment on "Fotografia do Amor"

  1. Cris Coruja
    27/01/2012 at 8:00 am Permalink

    Nem preciso dizer que eu e minha vênus em câncer acreditamos no amor…. rsrsrs
    Por mais que as coisas não saiam como espero, me nego a não acreditar na enexistência do amor.
    Economizar amor é como economizar oxigênio. Pare de respirar aos poucos e veja o que acontece… Pare de amar aos poucos… Ou melhor NÃO pare!! Não pague pra ver…
    Bjusss amorosos
    Coruja

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments