Cordas invisíveis

Sabe… às vezes… nos amarramos numas cordas que, apesar de não serem verdadeiras, nos dão a sensação de que estamos realmente amarrados. Uma delas é a corda da IMPORTÂNCIA. 

Preciso ser importante, não posso mostrar onde está o meu limite, posso parecer fraco, frágil, não tão bom quanto esperam de mim, quando recusar algo vão perceber que eu não consigo fazer sozinha e isso me torna não tão importante, além de acharem que eu não sou insubstituível e com isso vou sempre forçando meus limites e minha capacidade de poder ser eu mesma… Um dia forte, em outro frágil, nesse departamento muito boa, nesse outro não sei nada e nem tenho boa vontade pra isso, num outro sou mais ou menos e nem tão boa assim.

O mais importante é ter a liberdade de fazer com a certeza de que, naquele momento, foi o melhor que eu pude fazer, e as pessoas para as quais eu realmente sou importante vão poder me enxergar exatamente como eu sou e reconhecer que eu fiz o melhor.

Quando percebemos que estamos aqui para aprender e tomar a palavra no seu real sentido, vamos ver que essa corda é invisível, ela não existe. Todos somos importantes, mesmo não sendo bons e melhores em tudo, estamos aprendendo. Ninguém é bom em tudo, mas em algum lugar, para alguma pessoa, ou simplesmente em algum momento, eu fui ou sou importante para alguém, e por algum motivo o meu movimento foi importante para movimentar algo ou alguém, mesmo que eu não tenha consciência disso.

É como se estivéssemos sendo alfabetizados, um grande grupo, cada um com suas dificuldades e no seu tempo, mas todos aprendendo. Muitos precisam até repetir tudo de novo, numa nova turma, mas o importante é que estão aprendendo e nessa escola somos todos muito importantes para nosso grande Mestre.

Daqui alguns dias estarei indicando um bom Floral em se tratando de Aprendizado, afinal, tenho certeza que todos gostaríamos de passar de ano.

Beijos Floridos!

Trackback URL

3 Comments on "Cordas invisíveis"

  1. Eveline
    16/06/2011 at 8:51 am Permalink

    Bom dia Profa. Carmem, lindo texto, me fez refletir que eu vejo cordas a minha volta, sinal de que tenho muita coisa a aprender, mas o bom é que estou cercada de pessoas maravilhosas como vocês da Casa, sempre dispostos a auxiliar na nossa evolução. Senti falta da nossa aula de terça. Beijos no coração.

  2. Cris
    16/06/2011 at 7:21 pm Permalink

    Doce Carmem…
    Tem textos que parecem que foram escritos pra gente…. rsrs
    Que bom ter sempre tuas plavras acolhedoras,
    Abraços de carinho…
    Cris Coruja

  3. Carolina Bacca
    17/06/2011 at 9:58 am Permalink

    Carmem,
    Escrevestes as palavras que eu mais precisava ler neste momento.
    Te agradeço profundamente.

    Beijos,
    Carolina Bacca

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments