Vasos

Hoje quero contar uma história…

No meio do ano de 2009 encomendei a um artista uma manta, tipo um panô, pintada a mão e que ilustrava um sonho que tive. O desenho era de vasos quebrados em cacos, com rostos pintados em cada um, e os pedaços partidos estavam unidos ao vaso de origem por fios de luz. Em novembro do mesmo ano eu iniciei uma nova turma de mestrado em Reiki e ‘coincidentemente’ o número de alunos era igual ao número de vasos pintados da manta.

Sugeri que ao longo daquele um ano – tempo que dura o curso – ele pudessem integrar os pedaços de seus vasos, tornando-se pessoas mais inteiras. Um dos alunos se identificou com uma imagem específica, mas pedi que não se influenciassem pelo desenho, pois deveriam ser eles mesmos e não os xamãs pintados nos vasos.

Mais de um ano se passou. Um tempo de atribulações, confusões, e até da necessidade de retirar um aluno do mestrado (algo que nunca havia antes acontecido), lágrimas, dúvidas, certezas e alegrias, e ontem eles finalmente receberam seus certificados de mestres em Reiki. Rimos, conversamos, celebramos e nos emocionamos olhando as fotos que lembram tantos momentos…

Como presente eu recebi os vasos da foto acima e que foram feitos por uma ceramista por quem tenho muito carinho, a Anelise Bredow. Meus alunos me contaram que a encomenda havia sido feita há muito tempo atrás, em caráter de urgência absoluta, e com pressa a peça rachou. A Anelise ligou para eles chateada pela perda da peça e por não ter tempo hábil para terminar, eles então respiraram, acalmaram suas ansiedades e permitiram que o vaso nascesse na hora certa. E assim ele surgiu belo, com a ‘boca’ bem aberta para receber toda a energia criadora do Reiki, assim como as almas e as mentes deles hoje se encontram. E ainda me presentearam com a palavra generosidade…

Ontem eu me lembrei de uma pessoa que fez a mesma caminhada que estas pessoas e durante o mestrado deles me disse que não participaria dos encontros, como fizeram outros mestres em Reiki mais antigos, pois ela não tinha afinidade nenhuma com este grupo. Através das palavras da Monja Coen eu quero lembrar a esta pessoa e a todos que acham que não fazem parte de algo, o que ela disse ao ser perguntada se havia pessoas suas conhecidas na tragédia no Japão após o tsunami, ela então respondeu “Todas. Todas eram e são pessoas de meu conhecimento. Com elas aprendi a orar, a ter fé, paciência, persistência. Aprendi a respeitar meus ancestrais e a linhagem de Budas.”

Desejo de coração que todos possam compreender que somos todos realmente parte do mundo e do universo, e assim, o simples resolve tudo. Agradeço ao Grande Espírito e ao mestre Mikao Usui por terem me permitido desfrutar da companhia e da caminhada de cada um deles.

Trackback URL

, , , , ,

3 Comments on "Vasos"

  1. Cláudia
    08/04/2011 at 3:01 pm Permalink

    Agradeço ao Grande Espírito todos os dias por vocês fazeram parte de nossas vidas.
    Parabéns ao novos Mestres!!
    Um forte abraço a todos com muito carinho.
    Cláudia.

  2. christine
    11/04/2011 at 8:19 am Permalink

    Oi !
    Queria mandar um beijo a todos os novos mestres ( em especial a afilhada Cassia, he he! ) ; dizer que aprendi muito com vocês . Foi talvez o mestrado do simples , da auto observação , do retorno ao coração de cada um , ao ritmo de cada alma singular e especial que são vocês.
    Grandes beijocas !
    kiki

  3. Mirela
    14/04/2011 at 6:05 pm Permalink

    Lindos !! Parabéns a turma que teve esta idéia .Bjs à todos.

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments