Medo e Pânico

Toda hora se ouve falar em medo de assalto, medo de doenças, medo de tragédias coletivas, medo de perder o emprego, medo de não ser amado, medo de ficar sozinho, etc.

E aí, quando o medo bate, o que se faz? A maioria das vezes continuamos fazendo o que tem que ser feito, poucas vezes diminuímos o ritmo e nos acautelamos mais, e raras vezes ficamos totalmente paralisados. Sim, nem sempre o medo nos paralisa. Podemos e conseguimos tomar certas atitudes mesmo sentindo medo, muito medo. Já para os momentos de pânico, a coisa muda…

Se você percebe que já não consegue tocar sua vida normalmente, se sente apavorado por situações específicas, sente que vai morrer, tem sintomas físicos nestes momentos de pavor, talvez esteja na hora de ir em busca de ajuda.

Atualmente é muito comum encontrarmos pessoas diagnosticadas com a Síndrome ou Transtorno do Pânico. Males modernos. Mas nem todos que sentem pânico tem essa síndrome, ok? A palavra pânico tem sua raiz etimológica no deus Pã, uma figura mitológica com orelhas, chifres e pernas de bode, que personificava a Natureza. Ele era conhecido por promover ataques súbitos e fortíssimos de pavor e era assim que se defendia ou atacava. Algumas terapias complementares – também chamadas de alternativas – contribuem muito para que se encontre esse equilíbrio interior.  Mas como saber qual é o ponto de equilíbrio entre manter o senso de preservação e o de agir quando se precisa. Os Florais, as terapias energéticas e o Reiki são excelentes para a harmonização destes casos, não esquecendo, lógico, dos tratamentos convencionais.

Quer saber a melhor hora de agir contra isso? Bem, talvez seja quando perceber que não consegue mais agir…

Trackback URL

, , , ,

One Comment on "Medo e Pânico"

  1. Katia
    05/05/2010 at 2:25 am Permalink

    Lindo e generoso texto! Complementando, creio que podemos incluir entre as alternativas terapêuticas recomendadas a Astrologia, que também nos permite compreender e evoluir.

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments