Sobre aprender a amar…

“O amor é exatamente como quando você entra numa piscina; passo a passo você entra nas águas mais profundas. O piso da piscina é dividido em duas partes: uma para aqueles que não sabem nadar, de tal modo que a água fique até o pescoço, e a segunda parte para aqueles que sabem nadar. Mas aqueles que desejam aprender a nadar precisam aprender na primeira parte, a qual não é para nadadores. Eles precisam aprender ali.

Uma vez que tenham aprendido, então lentamente juntarão coragem e entrarão nas águas mais profundas, pois para um nadador não importa o quão funda é a água; o nadador está sempre na superfície. A água pode estar a dez metros de profundidade, cinquenta metros de profundidade ou dez quilômetros de profundidade; não faz nenhuma diferença para o nadador; faz diferença somente para o não-nadador. Além de um metro e meio, tudo é a morte. Mas a piscina é uma só – rasa, profunda –, ela é uma só. E a linha divisória somente é uma linha até você aprender a nadar.” Osho

Trackback URL

, ,

One Comment on "Sobre aprender a amar…"

  1. christine
    31/03/2010 at 9:47 am Permalink

    ontem me lembrei desse texto , pois associei o texto com a minha estrada no reiki , em que no início era uma piscina rasa , comecei a aprender a andar e cada vez estou em aguas mais profundas, ocêanicas !!!!
    beijos
    kiki

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments