Estudante Crônico

Quantas vezes perdemos oportunidades na vida pelos nossos fantasmas, nossas crenças, conceitos e medo de não sermos capazes, de não estarmos preparados o suficiente para convites, oportunidades, onde todos acreditam no nosso poder de atuação, menos nós que achamos que se tivéssemos mais isso… mais aquilo… ainda não estou pronto… quem sabe da próxima vez… e assim vamos deixando para quem sabe um dia quando eu estiver preparado.

Isso me faz lembrar aqueles dias em que temos uma festa, abrimos o guarda roupa e o primeiro pensamento que vem é “não tenho o que vestir” e depois de um experimenta daqui e dali fica em dúvida de tantas quantas ficou melhor. O mais importante é perceber que depois de um guarda roupa montado uma roupa nova não é a única que vai lhe deixar poderosa porque na próxima festa ela será mais uma.

No universo da Terapia Floral não poderia deixar de existir Floral para ajudar pessoas que acham que sempre precisam fazer mais um curso, estudar mais um pouquinho, para poder colocar em prática um vasto currículo de anos de dedicação e estudo.

Este Floral se tornou fundamental para algumas pessoas que, na minha avaliação, já estavam prontas para o sucesso e vieram em busca de “mais este curso”, o “último curso que faltava” (confesso que essa essência já fez parte do meu currículo), e foi estudando este Floral do Deserto que descobri que temos tendência a nos tornarmos estudantes crônicos.

Não podemos parar nunca, o conhecimento é uma fonte inesgotável e fundamental para sermos bom naquilo que nos propomos a fazer, mas reconhecer nosso poder e capacidade é fundamental para colocar em prática nossos sonhos e não ficar somente na busca do novo.

Trackback URL

, , , ,

3 Comments on "Estudante Crônico"

  1. Zelly
    20/01/2010 at 9:24 pm Permalink

    Muito boa dica, Carmem! Eu tomei quando tu me sugeriste e foi excelente!
    Terapeuta também toma floral! 🙂
    Beijos no coração florido,
    Zelly

  2. Cláudia
    21/01/2010 at 12:08 am Permalink

    Oiii Carmem !! Saudades de ti…este texto veio em uma boa hora…hoje mesmo concluí que estava assim, antes mesmo de ler o teu texto.
    Então optei por tomar um de Minas.
    Pois é, como a Zelly mesma disse: ” Terapeuta também toma floral! ”
    Beijos iluminados.
    Cláudia.

  3. christine
    21/01/2010 at 1:59 pm Permalink

    Oi !
    Esta história lembrou-me de um menino de 6 anos que falou que o pai não deixava ele correr e pular por medo de cair , e durante a conversa ele me disse: ” mas tia , se a gente tá aprendendo uma coisa nova ,é normal errar , né?”
    Aprender na teoria é uma coisa , na prática é outra.Um professor meu dizia que só se aprende a andar de bicicleta andando ,por isso não existia um livro de como andar de bicicleta.
    Mãos à massa!
    beijos
    kiki

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments