E o escolhido foi… você!

Quando criança eu era fascinado pelos assuntos esotéricos que falavam do fim dos tempos, da Nova Era, a Era de Aquário, o novo Homem. Era fácil acreditar que o ser humano seria transformado de uma forma mágica, que talvez uma nave espacial viesse retirar ‘os escolhidos’ e os demais seriam destruídos.

Hoje, depois de tantas tragédias e do devastador terremoto no Haiti, mais do que nunca eu sinto que os escolhidos estão sendo chamados. E os escolhidos somos todos nós, sem exceção.

A tão anunciada Nova Era sempre foi prometida como um tempo de união e fraternidade, um mundo sem fronteiras onde respeitaríamos as nossas diferenças. Aí tem gente que ‘pira’ nisso e pensa que seremos todos queridinhos e amiguinhos. Não, é claro que infelizmente não! Somos humanos difíceis, mas dentro das nossas limitações o que podemos ver nos últimos dias é praticamente o cumprimento de uma profecia: a união de várias pessoas/instituições/governos em prol da diminuição do sofrimento humano. Um show de solidariedade.

E não é só no Haiti que estamos vendo isso não, é também em Angra, em Três Coroas, em Agudo, etc. E devemos sim sair do conforto de nossos lares e procurar fazer o bem sem olhar a quem, fazer ao próximo o que gostariamos que fizessem por nós.

Me incomoda quando ouço pessoas falarem que estão irritadas com o governo brasileiro por ele oferecer ajuda a quem precisa – e não só aos brasileiros. O nosso país tem problemas sim, mas neste momento é fundamental o auxílio as vítimas das catástrofes, e que diminuir essa dor é muito mais importante do que saber a nacionalidade de quem a está sentindo. Fico muito feliz ao ver que países que tem mais condições do que o nosso também estão se movimentado para auxiliar aos necessitados. Cuba liberando o espaço aéreo para aviões americanos levarem auxílio para o Haiti? Equipes brasileiras sendo fundamentais nos resgates? E tantas coisas que, uau…

Os Grandes Mestres que passaram por este planeta com certeza estão felizes ao ver que seus filhos estão quebrando suas grades, rompendo os seus ilusórios limites e colocando a mão na massa. Faça a sua parte, se você não tem acesso ao Haiti, alivie quem está por aqui, debaixo das enchentes. Vamos nos mexer, chega de ficar só no papo, atitude é tudo neste momento.

Trackback URL

, , , ,

No Comments on "E o escolhido foi… você!"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments