Ensinamento Xamânico

Muitas pessoas usam as seguintes expressôes: “feito um bicho” ou “parece um animal” quando se referem à fatos como o brutal assassinato de três pessoas, incluindo uma criança, ocorrido recentemente aqui em Novo Hamburgo.

Creio que estas pessoas deveriam saber que no reino animal isso jamais aconteceria, e também não aconteceria algo pior: a divulgação das fotos do crime por e-mail!

Refletimos muito sobre se deveríamos nos pronunciar a respeito ou não, porém, nos dias atuais não devemos ficar calados! Devemos, sim, manifestar a nossa indignação e repugnância tanto pelo fato ocorrido como pela divulgação do mesmo. Falamos em evolução física e espiritual e vemos a humanidade se comportando cada vez mais como coisas. Queremos nos gabar de nossas conquistas nas relações trabalhistas e de convivência, e no entanto, quando recebemos e-mails com desgraças corremos para chamar todos para ver. Desta forma estamos colaborando com o caos que se implanta em nosso planeta. 

Falamos de sustentabilidade ecológica, mas esquecemos que esta sustentabilidade depende de nossa condição energética. Por favor, pare de colaborar com o lado negro, deixe de ser tão baixo, reclame quando receber este tipo de mensagem, mostre a sua indignação, não olhe, lembre-se que a curiosidade matou o gato, e que ao olhar você está compactuando com esta energia. 

Aproveito para dizer que a polêmica levantada serve para reforçar o nosso padrão de não aceitar calados certas atitudes e pensamentos vigentes. Parece que vivemos no período negro da humanidade novamente, onde as pessoas iam para a praça pública ver os enforcamentos.

Na natureza quando um animal é morto ele serve de alimento e não para a promoção do mal.

Por favor, pense em Luz, saia da sombra, viva de uma maneira mais feliz, assim, talvez, as doenças que já estavam extintas não reaparecerão e a alegria e as boas notícias é que serão compartilhadas.

AHO E QUE O GRANDE ESPÍRITO E A GRANDE MÃE POSSAM LIVRAR-NOS DESTES MALES MODERNOS.

Trackback URL

, , , , ,

4 Comments on "Ensinamento Xamânico"

  1. MAURÍCIO SPINDLER
    02/05/2009 at 9:30 pm Permalink

    O temperamento humano (se é que se pode dizer assim) tem sido distorcido com o passar do tempo. Quem não lembra do filme “Psicose” (1, 2…) e quem sabe o “Exorcista”. Pois é, eles já não passam mais que leves peliculas de suspense e terror, pois agora o que faz movimentar os cinemas são filmes do tipo “Jogos Mortais”(1,2,3,4,5,…), “Watchman”, etc… A industria cinematográfica, com o auxílio da televisiva, tem dado muita oportunidade de evoluirmos (se é que se pode referir-se detemodo) o nosso lado sombrio. E como “pimenta nos olhos dos outros é colirio”, viva a desgraça alheia. Temos sim que nos colocar contra toda e qualquer ação que torne este nosso Mundo um local de selvageria, temos que prezar a paz e o amor a nós e ao nosso próximo. Se erramos, temos que ter o direito de consertar o erro, mesmo que ele pareça irremediavel.

    Beijo em seus corações e muita Paz.

    Maurício

  2. christine
    04/05/2009 at 9:31 am Permalink

    A minha opinião sobre os animais é de que nós estamos aqui para aprender ; e os bichanos ? Para nos ensinar!!

    Prova disto é assistir o filme ” A marcha dos pinguins “, que nos ensina sobre companheirismo , fraternidade , pensar no próximo e principalmetne na União, pois se não fosse a união daqueles pinguins , nenhum deles sobreviveria !

    Não é de aprender ?

    beijos
    Kiki

  3. Jeferson Ricardo Maus
    04/05/2009 at 4:30 pm Permalink

    PINGUINS UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS…..

  4. Cris
    04/05/2009 at 10:04 pm Permalink

    Por que falamos dos animais como se não fossemos também??? Na verdade nos afastamos das nossas qualidades “animais”… Precisamos reencontrar nosso lado animal – no bom sentido. Talvez deveríamos dizer – Que coisa mais HUMANA e não – Que coisa mais ANIMAL… para certas atitudes.
    Não é a toa que não temos “humanos” como animal de poder… ou alguém aí tem ??? Temos muito o que reaprender…

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments