Provisório/Permanente

918430_drip Dia desses eu ouvi uma história a respeito de um cara que é muito azarado para todas as coisas em sua vida. O cara é realmente “um atraso” só. As coisas não dão certo, ele tenta e não rola, as coisas parecem dar só pra trás.

Um dos motivos para isso é que o cara tem uma visão mais do que pessimista do mundo. O mundo é um lugar ruim , hostil, tudo é difícil…etc.. O sujeito foi criado assim, requer um certo esforço mental da parte dele desmanchar essa realidade que ele criou.

 Mas aí entra o segundo motivo: a procrastinação. Eu sei que todo mundo procrastina de vez em quando. Tem dias em que a gente simpelsmente não está a fim de fazer isso ou aquilo e acabamos por deixar para amanhã.

(Em tempo: procrastinar é o mesmo que empurrar com a barriga.)

Isso, muitas vezes, nos leva ao bom e velho provisório/permanente. É aquela torneira que pinga mas que a gente não conserta, é a perna da mesa que tá desnivelada e a gente não arruma…enfim, coisas para arrumar que a gente deixa pra amanhã.

Pois é, essa atitude além de fazer a vida andar para trás (ou pelo menos para frente a passo de tartaruga) mostra uma coisa curiosa sobre a pessoa – e eu não estou aqui a escrever sobre o eventual procrastinador, mas sim sobre aqueles que empurram a vida com a barriga. Pessoas que procrastinam demais mostram que estão no nível vegetal de evolução humana.

Pensem…o que faz uma planta a não ser ficar parada absorvendo nutrientes e bebendo água, sem muito se mexer? Alguns podem responder “fotossíntese!” – mas nós seres humanos não a fazemos, então não vale, a resposta pra isso é NADA!

Dentro da Cabala, pessoas que só cuidam de suas necessidades básicas, sem alterar muito sua rotina (ou o ambiente ao seu redor) estão no mais baixo nível que uma pessoa pode estar. Só pra vocês terem idéia…é um nível que nem contato com o espiritual tem – tudo é puramente físico.

O caminho pra sair disso? Isso eu conto em outro post. Enquanto ele não chega, parar de empurrar as coisas com a barriga já é um começo!

Trackback URL

, ,

2 Comments on "Provisório/Permanente"

  1. Rodrigo
    04/02/2009 at 10:55 pm Permalink

    Boa noite! Conheci o blog hoje e estou satisfeito com a qualidade dos posts. Estou interessado em Cabala e vi que tem artigos interessantes sobre o assunto. Gosto muito do estudo porém ainda estou na fase inicial dos estudos e gostaria de tirar uma dúvida em relaçao as letras hebraicas pois vi um post bem explicativo sobre o assunto aqui no seu blog. Que quero fazer uma tatuagem com os símbolos como mostrado na figura : http://br.geocities.com/bortonet/diversos/tatoo.jpg com destaque em vermelho. Entendi que trata-se das palavras “Aleph”=energia, “Beit”=abençoado e “Shin”=paz e harmonia. Podemos considerar assim ou juntas tem um significado específico? Agradeço desde já a ajuda e parabens pelo blog! Ja adicionei nos favoritos.

    Abraços e Sucesso!!!

  2. José J. Roveda Jr.
    05/02/2009 at 10:36 am Permalink

    Rodrigo,

    a questão de uma tatuagem com algum símbolo sagrado é bastante delicada. A Cabala entende que nosso corpo é “alugado” e não nosso para fazermos dele o que bem entendermos. Sob esse ponto de vista, uma tatuagem (especialmente uma com a escrita sagrada deles) não é a coisa mais recomendada do mundo. Mas, temos o livre-arbítrio e podemos fazer dele o que quisermos.

    Juntas essas três letras formam o verbo “pensar” (nessa ordem: Aleph-Shin-Beth). Se trocamos elas de lugar (Beth-Aleph-Shin), temos “cheirar mal” ou “ser mau”, “ter mau hálito”. Lembre-se de que o hebraico é um idioma e letras conjuntas sempre formarão uma palavra. Por exemplo Aleph + Shin = existência, fogo, ardor, guerra. Já Aleph+Beth = pai. Os significados e variações são muitos. Além disso, o meu “conhecimento” de hebraico é mais do que limitado pra listar todos os significados dessas combinações de letras.

    Na dúvida, melhor fazer apenas uma letra.

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments