Teia

Estamos conectados a tudo e a todos.  E quando não estamos conscientes dessa conexão chegamos a nos surpreender com as ‘coincidências’ que vão surgindo. 

Qual a chance de você receber de alguém um folder com vários cursos, passar isso para uma amiga sua, que também mora no Rio Grande do Sul, ela ligar para São Paulo para se informar de um dos cursos, e a pessoa que atende o telefone e passa as informações é alguém que você conheceu 4 anos antes, numa outra cidade, e que você nunca mais tinha ouvido falar? Parece improvável, mas comigo aconteceu!

E qual a probabilidade de você estar caminhando em uma avenida em Paris, depois de ter sido roubada e estar há três dias discutindo com embaixadas e consulados, quase sem comer, cansada e meio histérica, e encontrar conhecidos seus que lhe acalmam e emprestam dinheiro? Também parece improvável, mas comigo aconteceu!

E encontrar o vizinho que morava cinco casas depois da sua na sala de um aeroporto do outro lado do Atlântico?

Aí você muda da cidade que nasceu e viveu até a fase adulta, conhece o seu amor, casa, e descobre depois de 4 anos de casada que a madrinha do seu marido é prima-irmã do seu próprio pai! E a sua sogra ter como apelido o seu próprio nome? Também foi comigo.

O que essas sincronicidades significam? Para mim, essas situações apenas nos ensinam – ou relembram – que nossas relações são como uma grande teia, e que todas as coisas estão em todas as coisas… 

Se permita fluir nessa conexão!

Trackback URL

, ,

No Comments on "Teia"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments