Entendendo os sinais

 

Certamente você já tomou uma decisão na sua vida e depois mudou de idéia. Isso aconteceu comigo na semana que passou.

Em 08 de Agosto de 2008 eu informei aqui que havia realizado meu último curso de Reiki no formato ‘simples’ de dois dias, com as pessoas voltando para casa no final do dia, indo almoçar fora, falando no celular, etc, e que a partir daquela data meus cursos só ocorreriam em caráter de imersão, de retiro, para a experiência ser melhor aproveitada. Mas um aluno daquela turma não pode comparecer no sábado devido a doença de sua mãe, e decidimos então que faríamos uma nova turma para ele e para aqueles que ainda quissessem fazer o curso aqui na cidade, na Casa do Conhecimento. 

E mais uma vez a roda do destino andou e o aluno esperado, de novo, não pode vir. Nesse processo surgiram três pessoas maravilhosas, iniciadas por outros mestres e de outros lugares. Explico. Uma mora em Singapura, a outra divide-se entre o Brasil e os Estados Unidos e a terceira mora em São Leopoldo. 

Assim surgiu a pergunta: devo ser radical e não ministrar mais cursos que não sejam em retiro –  como eu já havia decidido – ou devo ser flexível e permitir que aqueles que buscam o Reiki, e não dispõem de muito tempo, possam ser iniciados comigo dessa forma? 

Entendendo os sinais e seguindo meu coração, realizei o curso neste final de semana aqui na Casa do Conhecimento, para uma ‘pequena grande’ turma!

Sou muito grato à estas mulheres que me ensinaram muito, que compartilhando as suas essências comigo me fizeram repensar se as escolhas devem ser definitivas ou podem ser temporárias. Como dizia o Osho, tudo é apropriado para o momento…

Trackback URL

, , , ,

3 Comments on "Entendendo os sinais"

  1. Nara Mattos
    16/09/2008 at 2:34 pm Permalink

    Por varias vezes ja agradeci ao Universo, pelo fato de ter sido sempre ” contemplada” com tantas pessoas lindas em meus caminhos!
    Desta vez em especial, ponho o meu carinho a flor da pele, deixando saber a todos, o quanto foi bom ter participado deste grupo tao especial. Deste grupo ” que foi …sem dever ser” ….que existiu, por haver uma afinidade cosmica-com certeza!
    Grande beijo as pessoas maravilhosas que fizeram parte deste meu ultimo final de semana!
    Beijo maior ainda, a pessoa responsavel por ter ” existido” este encontro de pura energia!
    BEIJAO PERONI!
    Muita luz!

  2. Sílvia Muterlle
    16/09/2008 at 9:42 pm Permalink

    Sempre ouvi dizer que qdo o discípulo está pronto o Mestre aparece. Demorei algum tempo para estar “pronta” mas Deus na Sua infinita bondade e misericórdia, brindou minha caminhada com pessoas ímpares: minha graaande amiga Rejane q me incentivou fazer o curso, as minhas colegas de jornada: Marga e Nara – verdadeiras pérolas; a querida e doce Cris; e enfim, ei-lo, a pessoa m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, meu querido Mestre Jeferson. Querido irmão Urso, como uma brisa que sopra nas montanhas, você me ajudou a renascer.
    Paz e Luz.

  3. christine
    17/09/2008 at 3:41 pm Permalink

    Caro mestre Jeferson
    Como já dizia o sábio Buda:
    “O melhor caminho é o caminho do meio”
    E também é interessante ver que depois da “viagem” em busca de mais , em busca do xamâ , fez soprar a brisa nas montanhas para as pessoas que fizeram o curso na casa , usando a magia , a essência interior.
    Abraços e parabéns ,Christine

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments