Câncer

Esse texto é de autoria de Patrícia Ariel, uma artista plástica e astróloga brasileira radicada nos EUA, que foi gentilmente cedido para o nosso blog.

Quando chego, chega o verão no norte e o inverno no sul. Exatamente nove meses antes de Aries, símbolo do nascimento. Eu sou a Mãe. O princípio da geração e conservação. Eu sou tudo o que está dentro, que aninha e protege. Ùtero, caverna, a pátria mãe. Sou seu refúgio e seu lar. A Mãe-Terra. A essência do feminino, yin, anima, o lado passivo de todo ser humano. Eu sou suas raízes, seu passado, seu ninho, o lugar para onde você retorna quando precisa de conforto e se sente como uma criança novamente.

Mother and Child, Gustav Klimt

Misterioso, como todo signo de água. Quem se atreve a descobrir o que está escondido sob minha superfície? Mas minhas águas são gentis, minha águas nutrem, fertilizam. Entretanto, podem ser perigosas às vezes. Seja cauteloso ou posso arrastá-lo quando meus braços assumirem a forma de corredeiras ou quedas-d’água.

Eu sou a Lua, sou a Mulher. A Suma Sacerdotisa. Meus seios transbordam de leite e lembranças. Com braços abertos para te receber, esperando por você quando sua alma está perturbada e seu coração, faminto. Você não precisa me dizer nada; eu simplesmente sei. E cuidarei de você quando o resto do mundo se tornar seco e hostil. Até mesmo lutarei por você, se necessário, pois sou forte e resistente por fora. Entretanto, espero de você a mesma consideração, o mesmo amor. Você está pronto?

Eu vejo o mundo através de lentes de prata, eu posso fazê-lo um lugar mais belo com minha imaginação. Vôo alto para apanhar estrelas e conhecer seus segredos, para ouvir os sussurros de minha irmã Lua. Para escrever palavras de encantamento com meus dedos prateados. Mas às vezes caio… Tão fundo, tão dolorosamente fundo que não posso nem mesmo recordar os meus sonhos. Como sou capaz de entender o mistério de ser tão forte e ao mesmo tempo frágil como cristal? Às vezes um sopro pode esmigalhar meu coração em mil pedaços. E eu me lembrarei deles para sempre. Cada um deles. Cada pedaço de mim mesmo que eu juntar, de novo e de novo. Eu estou dentro de você, com meus olhos de chuva e cabelos cobertos de lírios d’água. Sou aquela parte de você que quer cuidar e nutrir, quando você grita de emoção e instinto. Eu estou onde você se sente em casa e protegido, onde você deseja proteger. De onde você retira seu alimento e se sente seguro. Eu estou onde sua alma está – nada menos.

Trackback URL

,

No Comments on "Câncer"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments