Restrições

 

Você valoriza tudo que está ao seu redor? 

Não falo da natureza, pois isto deveria ser feito sempre, eu falo das coisas que foram desenvolvidas pelo homem, como energia elétrica, alimentos variados o ano inteiro, água encanada e todos os confortos da vida moderna e urbana.

Nesta segunda-feira as forças da natureza se mostraram mais uma vez na forma de um ciclone, com ventos de mais de 80km/h, um verdadeiro espetáculo da natureza que promove a limpeza externa, arrancando galhos das árvores, retirando terra acumulada em nossos telhados e também sendo um ativador do caos, já que traz à tona os medos primordiais dos seres humanos.

Esta força da natureza também incomoda muita gente porque causa a falta de energia elétrica e porque nesta hora você se depara com uma restrição imposta e se sente impotente. Sou um adepto de retiros em ‘condições precárias’: barraca, banho só no rio, comida as vezes mal elaborada, luz à noite só a da fogueira, e adoro fazer isto, mas… como é difícil estar na cidade e ficar sem luz ou água! Parece que ficamos desorientados e até meus animais domésticos ficaram perturbados sem ouvir os ruídos comuns, televisão e videogame do filho, computador, som da geladeira, toque do telefone e até as fontes que pararam o seu barulhinho de água.

Acredito que esta falta representa, ou pelo menos me lembra, o mesmo vazio, a mesma falta que sentimos quando não vemos mais – por algum motivo – alguém que estava presente todos os dias em nossa vida. Nos acostumamos com certas coisas ou pessoas, com confortos, porém só nos damos conta disso quando aquilo ou aquele alguém não está mais junto!

Valorize tudo ao seu redor, pois a gente nunca sabe ao certo quando o próximo ciclone vai chegar…

Trackback URL

, , , ,

No Comments on "Restrições"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments