Adulta e sã!

 

Tem gente que planta e rega a árvore que depois vai ajudar a lhe enforcar! Que parece escolher sempre – entre tantas opções – as piores situações e pessoas, e que depois se tornarão certamente as que vão lhe ferrar.

O que será esse padrão? Falta de auto estima? Falta de discernimento? Culpa e autodestruição talvez? Ou será que – mesmo de maneira inconsciente – repetimos papéis e nos colocamos como vítimas das situações, gerando assim relacionamentos com pessoas que ‘precisam’ se tornar ou salvadores de você (já que você faz a vítima) ou que ocupam o lugar do agressor/perseguidor, afinal você é um coitadinho ‘por causa de’ alguém…

Olhando assim, friamente, parece loucura que alguém, de sã consciência, possa agir dessa forma, mas na prática é diferente. Todos nós em algum – ou alguns – momentos nos comportamos com esses papéis! É fundamental que a gente possa olhar para dentro e ver o quê em nós faz com que se ‘engate’ em situações doentes!

Às vezes a gente se queixa muito, sofre muito, se esforça tanto, se diz incapaz de lidar com algo, ‘coitado de você’, diz que não aguenta, sente ‘um dor enorme’. Bem, isso é um baita convite para que ‘alguém’ resolva as coisas por você! E quem seria senão alguém forte, cheio de boas intenções, e louco para salvar outro alguém?

Se a gente necessita ser importante e receber algum valor, algum reconhecimento dos outros, a gente faz tudo para agradar: carrega o que não pode, suporta o que não tem força, tem ‘pena’ das pessoas, se prejudica por que ‘ai, coitadinhos deles’, assim  a gente se sente muito especial, e vira salvador, vira um super herói! E todo o bom super herói é cercado de vítimas e agressores…

E quando somos ótimos e compreensivos, desencanados, e relevamos muito dos outros, e toleramos tudo, e pagamos para não nos incomodar? Sempre haverá um alguém que continuará lhe invadindo, se metendo na sua vida, se tornando seu dependente até que você, obrigatoriamente, terá que lhe dar um basta. E aí você se torna ‘o bandido da história’ e ele a vítima! Já viu esse filme?

São papéis que representamos! Mas eu não quero ser uma atriz da minha própria novela de vida. Quero ser eu mesma, quero ser saudável o suficiente para poder me dar conta quando eu estiver entrando nesses jogos de relacionamentos. Eu quero ser adulta e sã!

 

Trackback URL

, , , , ,

One Comment on "Adulta e sã!"

  1. Cris
    12/07/2008 at 10:27 am Permalink

    Sábias palavras amiga! Estamos no caminho certo…. alguns tropeços, escorregadas…. Mas sempre levantamos e continuamos a caminhar! Chega dos jogos, não é mesmo??
    Bjuss de amor!

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments