Minha Flor Yang

 

Um dia desses recebi um presente: um bulbo!

Era um bulbo – enrolado numa juta que estava amarrada com uma cordinha – de uma flor chamada amarilis e ganhei de uma pessoa que eu adoro e que é um tipo de flor também, aliás, ela é quase um jardim inteiro…

O bulbo tinha uma aparência estranha e era muito parecido com uma cebola de casca vermelha. Mas era muito mais especial que isso, e me foi dito para plantá-lo logo, e que ele era ‘meio mágico’ e me traria entendimento sobre quem sou.

Confesso que larguei o presente em um centro de mesa que tenho e esqueci dele por uns quatro dias, até que me lembraram “Não vai plantar isso?” e na hora decidi que não, que ia deixá-lo ali e ver o que acontecia, apenas desamarrei a cordinha mas mantive a juta semi-aberta.

Alguns dias depois vi um enorme broto aparecendo por entre a juta. E aí o amor aconteceu! Passei até a conversar com aquela planta mágica e a elogiar seu esforço, persistência e coragem. Em poucos dias o milagre se fez: uma linda e enorme flor de amarilis se abriu, branca com manchinhas rosa, inacreditavelmente forte e determinada. Com essa flor – que agora já são duas – eu lembrei que podemos ser produtivos mesmo quando as condições não são favoráveis! Ela floresceu sem nada de Terra e nada de Água, que são os elementos yin, apenas com o Fogo da claridade do sol e o Ar, ou seja, só com os elementos yang. 

Minha Flor Yang. Acho mesmo que o bulbo era mágico…

 

Trackback URL

, , , , ,

No Comments on "Minha Flor Yang"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments