Buscando atitudes saudáveis

 

Sempre nos queixamos de alguma coisa. Ou os negócios não vão bem, ou o relacionamento, ou a saúde, as amizades, os projetos, enfim, parece que sempre há um motivo de frustração. Existem posturas e atitudes que geram, ou pelo menos alimentam energeticamente esses fracassos, esse ‘não deu certo de novo!’. Escolhi apenas quatro, dos muitos padrões pouco saudáveis que às vezes temos e não percebemos. Do meu ponto de vista, esses são os padrões mais comuns e principais responsáveis por nossas intermináveis queixas. Queixas essas que nós adoramos dizer que são geradas por ‘culpa’ dos outros, e não de nós mesmos. Avalie sinceramente e perceba se tem algum desses padrões:

Falta de originalidade: Descobrir e apostar em seus talentos faz uma grande diferença! Gastamos muita energia tentando fazer as coisas como os outros fazem, e o que é pior (ou melhor): nunca vai ficar igual. Portanto é uma energia usada para algo que a pessoa não vai conseguir manter.

Viver o que não é seu: Quando nos dedicamos excessivamente à vida alheia não conseguimos energia para mantermos a nossa própria vida. Os cuidados e atenção que damos aos outros não precisam ultrapassar o limite daquilo que nos diz respeito. Se os problemas dos outros passam a interferir demais na sua vida, está na hora de canalizar essa energia que foi direcionada aos outros para si mesmo, para melhorar a sua própria vida e cuidar do que é seu.

Forma-pensamento negativa: Essa não é fácil – porém é possível – de ser melhorada! As formas-pensamentos drenam a nossa energia a tal ponto de, às vezes, se tornarem um tipo de obsessor, como um ‘encosto’ que nos atormenta e suga nossa harmonia. As formas-pensamentos negativas são aqueles pensamentos obsessivos negativos (medo, desconfiança, materialismo excessivo, fixação por uma idéia ou pessoa, etc), recorrentes, que não nos saem da cabeça. Sentimentos negativos (invejas inconfessáveis, competição exagerada, raiva, rancor, falsidade, etc) também fazem isso. É como se criássemos ‘buracos negros’ onde tudo que for passando por perto é levado para um espaço sem luz. 

Auto-engano: Sempre gastamos muita energia pensando em como as pessoas e situações poderiam mudar, e como seria se tudo fosse do jeito que a gente quer. Muitas e muitas vezes até acreditamos e nos convencemos de que podemos mudar alguém, ‘salvar’ a pessoa daquilo que nós entendemos que não é bom para ela. Não confunda com esperança. O auto-engano nos distrai da realidade, nos retira das ações adequadas e do enfrentamento da verdade. Exige muita energia emocional para darmos conta das frustrações que são naturalmente decorrentes desse comportamento. 

Então, se você se reconheceu em algum dos padrões acima, que tal buscar atitudes mais saudáveis?

Trackback URL

, , , ,

No Comments on "Buscando atitudes saudáveis"

Hi Stranger, leave a comment:

ALLOWED XHTML TAGS:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Subscribe to Comments